Notícias
Membros do CEF em estudo pioneiro para determinar o sexo de espécies de pinguins

Numa pesquisa pioneira e interdisciplinar, investigadores do CEF, em colaboração com colegas do IMAR e outros cientistas do Reino Unido, Espanha e Bulgária, estão a explorar a citometria de fluxo como método para determinar o sexo de espécies de pinguins.

A 'citometria de fluxo' é uma tecnologia rápida e precisa, que permite medir e avaliar um gigantesco número de células em simultâneo e obter a informação detalhada do comportamento de cada célula. Os resultados, aplicados a amostras de duas espécies de pinguins ('pinguim gentoo Pygoscelis papua' e 'pinguim de barbicha Pygoscelis antarctica'), revelaram que, quando comparada com outras técnicas, a citometria de fluxo permitiu a correta identificação do sexo dos pinguins em mais de 80% dos indivíduos, evidenciando o seu caráter promissor para a identificação do sexo de animais com tamanhos de cromossomas sexuais distintos.

João Loureiro, investigador do CEF e principal autor do artigo publicado no 'Journal of Experimental Marine Biology and Ecology', realça que este trabalho, que "surgiu como um estudo piloto", revelou que a citometria de fluxo -- "técnica muito utilizada na área clínica" -- pode ser "uma excelente alternativa aos métodos em uso para sexagem animal, por permitir obter resultados de forma mais rápida e menos dispendiosa".

Os investigadores envolvidos no estudo estão também a avaliar o potencial para aplicar esta técnica a outros animais.